Direito

O Curso de Direito foi Reconhecido pela Portaria 412 de 26 de agosto de 2016 - D.O.U de 29 de agosto de 2016.

O profissional egresso do Curso de Direito da Faculdade São Francisco de Assis terá uma forte formação geral, humanística e axiológica. Capacidade de análise, domínio de conceitos e da terminologia jurídica, adequada argumentação, interpretação e valorização dos fenômenos jurídicos e sociais, aliada a uma postura reflexiva e de visão crítica que fomente a capacidade e a aptidão para a aprendizagem autônoma e dinâmica, indispensável ao exercício da ciência do Direito, da prestação da justiça e do desenvolvimento da cidadania, com perfil de advogado empresarial e tributarista, estando apto a desempenhar suas funções profissionais em empresas de pequeno, médio, de grande porte e como profissional liberal.

O Curso de Direito possibilitará que o futuro egresso desempenhe funções de executivo de instituições públicas e privadas e como profissional liberal e deverá fornecer condições para que o profissional tenha capacidade de compreender as questões científicas, técnicas, sociais e econômicas, apresentando flexibilidade intelectual e adaptabilidade contextualizada no trato de situações diversas, presentes ou emergentes, nos vários segmentos do campo de atuação do advogado, seguindo os parâmetros definidos pelas Diretrizes Curriculares do curso.

A profissão de advogado, semelhante a qualquer outra profissão regulamentada, com prerrogativas e funções bem definidas, é caracterizada por certos elementos e princípios fundamentais. Alguns desses elementos e princípios que o profissional deverá seguir e/ou possuir são:

  • Um ponto de vista objetivo e independente.
  • Domínio da competência técnica e das habilitações necessárias.
  • Desempenho das suas responsabilidades de forma ética, com altos padrões de qualidade e respeito à confidencialidade.
  • Reconhecimento de que há responsabilidade perante a sociedade como um todo, além da responsabilidade para com um cliente ou empregador específico.
  • No projeto pedagógico do curso, com observação das diretrizes curriculares, são apresentadas todas as disciplinas e seus respectivos códigos. Na periodização do curso, apresentam-se suas atividades ao longo de, no mínimo, 10 (dez) semestres letivos e, no máximo em 7,5 (sete e meio) anos.

Os programas das disciplinas de Direito da Faculdade São Francisco de Assis têm em comum dois itens considerados fundamentais: a inclusão de conhecimentos técnicos para enfrentar as complexidades crescentes da sociedade em geral, e a manutenção da eficiência profissional que requer um processo de aprendizagem contínua. Assim, os programas de ensino de graduação estabelecem uma base da qual possa derivar-se uma aprendizagem contínua e o aperfeiçoamento da educação jurídica em seu alunado.

Assim, o curso de Direito, de um modo geral, deverá possibilitar a formação profissional que busque as seguintes competências e habilidades:

  • Leitura, compreensão e elaboração de textos, atos e documentos jurídicos ou normativos, com a devida utilização das normas técnico-jurídicas.
  • Interpretação e aplicação do Direito.
  • Pesquisa e utilização da legislação, da jurisprudência, da doutrina e de outras fontes do Direito.
  • Adequada atuação técnico-jurídica, em diferentes instâncias, administrativas ou judiciais, com a devida utilização de processos, atos e procedimentos.
  • Correta utilização da terminologia jurídica ou da Ciência do Direito.
  • Utilização de raciocínio jurídico, de argumentação, de persuasão e de reflexão crítica.
  • Julgamento e tomada de decisões.
  • Domínio de tecnologias e métodos para permanente compreensão e aplicação do Direito.

De um modo específico, o egresso do curso de Direito estará apto a desempenhar todas as funções inerentes a um profissional da área jurídica.

O projeto pedagógico do Curso de Direito busca um processo de construção interdisciplinar, contanto com a atuação conjunta entre alunos, professores, comunidade organizada e Direção. Esse contexto se insere na orientação do Parecer CNE/CES 776/97 que determina que os cursos de graduação devem incentivar uma sólida formação geral, necessária para que o futuro graduado possa vir a superar os desafios de renovadas condições de exercício profissional e de produção do conhecimento, permitindo variados tipos de formação e habilitações diferenciadas em um mesmo programa.

A Faculdade São Francisco de Assis vê o advogado como um profissional que deve possuir habilidades interdisciplinares, com capacidade de desenvolver suas atividades em consonância com as necessidades dos diversos usuários.

Esse processo de interdisciplinaridade do Curso de Direito permite que os alunos vejam o curso sobre outra perspectiva que não somente a jurídica. O currículo, portanto, proporciona para o discente um processo de construção de habilidades e competências que vão além do conjunto de atribuições dos profissionais da advocacia.

As Atividades Complementares são práticas acadêmicas extra-curriculares, que devem ser cumpridas pelos alunos do curso de Direito ao longo do período de realização do curso. São práticas obrigatórias, ou seja, o aluno que não integralizar a carga horária correspondente às atividades complementares não poderá obter o seu diploma, mesmo que tenha obtido aprovação em todas as disciplinas do currículo do seu curso.

Acesse o Manual de Atividades Complementares.

Coordenador: Prof. Mestre Otávio Borsa Antonello
e-mail: direito@saofranciscodeassis.edu.br

Alexandre Alberto Werlang dos Santos 

Graduação em ciências contábeis pela Faculdade de Ciências Contábeis e Administrativas São Judas Tadeu (1995) e Graduação em Direito pela Universidade Luterana do Brasil (2002). Mestre em Economia pela UFRGS (2013), é Advogado militante e Professor da Faculdade São Francisco de Assis - Unifin.

e-mail: alexandre@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/6510735604172443


 

Andréa Ferrás Wolwacz

Possui doutorado em Teoria da Literatura pelo Programa de Pós-graduação em Linguística e Letras da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2014) e mestrado em Literatura de Língua Inglesa pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2009). Especialista em Ensino Avançado de língua Inglesa e possui Licenciatura em Letras ? Língua Inglesa e Literatura de Língua Inglesa (1999) e Licenciatura em História (1989) pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Atualmente é professora do curso de Graduação em Letras da Universidade do Vale dos Sinos - UNISINOS, Faculdade Porto-Alegrense - FAPA e do curso de Ciência da Computação da Faculdade São Francisco de Assis. Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Inglesa, atuando principalmente nas seguintes áreas: Literaturas de Língua Inglesa e ensino de Língua Inglesa e Produção Textual em Língua Inglesa. É pesquisadora em Literaturas de Língua Inglesa: Literatura, Imaginário e História, do Programa de Pós-Graduação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS.

e-mail: andrea@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/3898978537841725


Andres Kalikoske Teixeira

Possui Doutorado em Ciências da Comunicação e Mestrado em Ciências da Comunicação pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos), sendo bolsista da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) e do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq). Pesquisador no grupo de pesquisa Processos Comunicacionais (Processocom) na Unisinos. Desenvolve investigações sobre teorias da cultura, audiovisual, comunicação digital e convergência de mídias. Professor universitário em níveis de graduação e pós-graduação, respectivamente na Faculdade São Francisco de Assis (Unifin) e na Unisinos, onde atualmente é coordenador da Especialização em Televisão e Convergência Digital (Unisinos). Parecerista nas revistas científicas Intexto (UFRGS), Sessões do Imaginário (PUCRS) e Eptic On Line (UFS). Em 2012 publicou em Portugal o livro Economia Política das Indústrias Culturais, pela editora Media XXI. Experiência profissional em produção audiovisual no Canal Futura, Grupo Clarín (Buenos Aires, Argentina), onde atuou como correspondente internacional, e Grupo Bandeirantes.

e-mail: andres@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/8035715116150885


Beatriz Viana dos Santos  

Licenciada em Letras pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1990). Mestre em Linguística Aplicada pelo Curso de Pós-Graduação em Letras da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2004). Lecionou as disciplinas de Língua Portuguesa, Redação e Literatura Brasileira na rede particular de ensino de Porto Alegre. Lecionou Língua Francesa também na rede particular de ensino. Ministrou cursos de Português Instrumental (atualização) em empresas como Bank Boston, Schering do Brasil, Rhodia, entre outras. Ministrou cursos de Língua Francesa em empresas como Renault, Philip Morris, Crédit Commercial Français (CCF), entre outras. Corrigiu redações no Curso Pré-Vestibular Unificado. Atualmente é professora de Língua Portuguesa e de Metodologia Científica nos cursos de Administração, Arquitetura, Ciências Contábeis, Ciências da Computação, Direito, Jornalismo, Publicidade, Psicologia, Relações Internacionais e Tecnólogo em Marketing da Faculdade São Francisco de Assis - UNIFIN. Trabalha como autônoma na revisão de textos acadêmicos e ministra cursos de Português (Instrumental, para Estrangeiros e Concursos), Francês (Língua Estrangeira e Instrumental - Proficiência) e Redação (Concursos, Vestibular e Atualização para profissionais). Tem experiência na área de Letras, com ênfase em Língua Portuguesa, Linguística, Redação e Língua Francesa.

e-mail: bea.viana@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/6879228665006326


Brunna Laporte Cazabonnet

Doutoranda em Ciências Criminais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (bolsista CAPES). Mestra (bolsista PROBOLSA) em Ciências Criminais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2013). Pós-graduada em Ciências Penais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2012). Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2010). Advogada. Tem experiência na área de direito, com ênfase em direito processual penal e criminologia. É associada ao Instituto Brasileiro de Direito Processual Penal e ao Conselho Nacional de Pesquisa e Pós-Graduação em Direito.

e-mail: brunnalaporte@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/4292166493340959


Bruno Lima Rocha Beaklini

Cientista político, internacionalista e jornalista. Um dos pioneiros na formulação contemporânea do Estruturalismo de Matriz Libertária e, por consequência, da Teoria da Interdependência das Três Esferas (Ideologia-Economia-Politica). Possui graduação em Comunicação Social, Jornalismo, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2001), e mestrado e doutorado em Ciência Política, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (respectivamente, em 2004 e 2009). É pesquisador em atividade, desenvolvendo trabalhos a respeito da crise financeira após 2008, com ênfase em economia política internacional. Também é membro do Grupo de Pesquisa Cepos, vinculado à Universidade Federal de Sergipe, e do Grupo de Pesquisa Emerge, do IACS, da Universidade Federal Fluminense. Tem experiência nas áreas de Ciência Política, Relações Internacionais e Comunicação Social, com ênfase em Pensamento Político-Estratégico Latino Americano, Geopolítica, Economia Política Internacional, Comunicação e Cultura, Política Internacional e Teoria da Radicalização Democrática (esta como teoria de médio alcance). Atua principalmente nos seguintes temas: política internacional (ênfase em zonas deflagradas e mundialização financeira) e análise estratégica em sentido pleno (estudos estratégicos), análise política, teoria democrática, formação política para movimentos populares, comunicação comunitária e popular, economia política da comunicação, cultura política e pensamento político latino-americano.

e-mail: brunorocha@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/5961075139772118


Carlos Antonio Souza Villela

Advogado Empresarial e Tributário e Administrador. Professor de Direito Público (Tributário, Administrativo e Constitucional) em cursos de graduação e pós graduação em Direito e Ciências Contábeis na Universidade São Francisco UNIFIN. Especialização em Direito Tributário pela Universidade Federal do RS - UFRGS (2013), MBA em Gestão Empresarial FGV (2002), 15 anos de experiência em consultoria empresarial com foco nos ramos do direito empresarial, administrativo e tributário, na área fiscal e em gestão empresarial. Instrutor de cursos corporativos nas áreas Jurídico e Fiscal em entidades de âmbito nacional como ESAF (RECEITA FEDERAL), SEFAZ (RECEITA ESTADUAL), SEBRAE, SENAC/FECOMÉRCIO, ABRH, entre outras. Sócio Consultor na Consultoria Jurídico Fiscal Ltda (www.juridicofiscal.com.br) e Advogado na Villela Advogados (www.villela.adv.br).

e-mail: carlosvillela@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/1151546807375571


Cristiane Dalla Valle

Advogada na área de Direito Imobiliário, com inscrição na Ordem dos Advogados do Brasil, seccional RS. Professora de Direito Civil (Parte Geral, Teoria Geral dos Contratos, Contratos em Espécie e Direitos Reais) e de Introdução ao Estudo do Direito da Faculdade São Francisco de Assis - Unifin (2014). Mestre em Direito pela Uniritter (2013). Especialista em Direito Imobiliário pela Uniritter (2009) e graduada em Direito pela mesma instituição (2006).

e-mail: cristiane@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes:  http://lattes.cnpq.br/1825128781335444


Cristiny Mroczkoski Rocha  

Mestranda em Direito Público na UNISINOS, linha 1 de pesquisa (Hermenêutica, Constituição e Concretização de Direitos)- bolsista CAPES/PROEX. Especialista em Direito do Estado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e em Direito Processual Civil pela Verbo Jurídico. Professora da Universidade São Francisco de Assis (UNIFIN), nas disciplinas de Teoria Geral do Processo, Direito Processual Civil III (Processo de Execução) e Direito Processual Civil IV (Tutelas Provisórias e Procedimentos Especiais). Professora no Instituto de Desenvolvimento Cultural (IDC), nos Cursos Preparatórios ao Exame de Ordem e no curso de Pós-Graduação em Direito Processual Civil. Professora nos cursos preparatórios para concursos públicos do CETEC. Advogada e pesquisadora do Grupo de Pesquisa vinculado ao CNPq "O processo civil contemporâneo: do Estado Liberal ao Estado Democrático de Direito". Contato: cristiny.advogada@gmail.com.

e-mail: cristiny@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/5117616939369282


Edson Roberto Oaigen

Edson Roberto Oaigen, nascido em 25 de abril de 1951, possui Licenciatura Curta em Ciências Naturais e Exatas pela Faculdade de Filosofia Ciências e Letras de Cachoeira do Sul (1972); licenciatura plena em Biologia pela Universidade de Santa Cruz do Sul (1980); Especialização em Biologia Geral pela FISC/UNISINOS; Mestrado em Educação pela Universidade Federal de Santa Maria (1990) e Doutorado em Educação pela Universidade Estadual de Campinas (1995). Foi professor da Universidade de Santa Cruz do SUL-UNISC, no período de 1981-1997. Atuou também na Universidade Luterana do Brasil-ULBRA, de 1997 até 2011. Foi professor e coordenador no Curso de Biologia da UNOESC/SC, no período de 1995/1999. Atualmente é professor na Faculdade São Francisco de Assis, em Porto Alegre, RS, na Graduação e em cursos de Pós-Graduação, atuando também na coordenação do Laboratório de Pesquisa Multidisciplinar da Faculdade. Tem experiência significativa em atuação nos seguintes temas: Educação em Ciências, Educação Ambiental, Atividades Informais, Ambiente e Sociedade, Educação para o Desenvolvimento Sustentável e Formação de Professores. Incentivador e organizador em eventos técnicos, científicos e educacionais, destacando-se: Feiras de Ciências, Simpósios, Congressos e Encontros nas áreas Ambientais e Educacionais. Atuou na estruturação e coordenação do Centro de Ciências da UNISC e do Laboratório de Pesquisa em Ensino de Ciências - LPEC, na ULBRA, ambos com forte atuação na Iniciação a Educação Científica, possibilitando condições para a formação até o Mestrado e/ou Doutorado para inúmeros bolsistas que iniciaram durante a graduação. Desde 2004 é professor convidado no Programa de Postgrado en Ciências de la Educación- Maestría y Doctorado - en Universidad Evangelica del Paraguay, Asunción-PY, onde também desempenha a função de Coordenador Pedagógico do referido Programa, no convênio UEP/Instituto Eckart, Propôs e teve aprovado inúmeros projetos em órgãos de apoio a Educação, Ciências e Tecnologias, tais como: FAPERGS, CAPES, FINEP e SESU. Atualmente atua como Pesquisador colaborador do Instituto Eckart, Cachoeirinha/RS na função de consultor e coordenador Aacdêmico em nível de Pós-graduação. Atuou como Consultor da FECOMËRCIO/RR onde coordenou a equipe de Implantação da Faculdade do Comércio de Roraima. Atuou com consultor do IBGEN com palestrante na capacitação de Conselheiros da SICREDI no Estado de Mato Grosso abordando a temática sobre Desenvolvimento Sustentável e Ambiente.

e-mail: edson@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/5996182466297217


Elisa Bertoletti

Graduada em Psicologia (2012) e Serviço Social (2007) pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos, UNISINOS. Atualmente, cursa especialização em Avaliação Psicológica e em Atendimento Clínico com ênfase em Terapia Sistêmica de Casal e Família na UFRGS. Professora nos cursos de Direito e Psicologia da Faculdade São Francisco de Assis, UNIFIN, Porto Alegre, RS. Participa de pesquisa em temas relacionados à avaliação da personalidade e interesses profissionais. Atua como psicóloga clínica e perita na Justiça Estadual e Federal.

e-mail: elisabertoletti@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/9642545569095478


Ernani Ott   

Possui graduação em Ciências Econômicas pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1967), graduação em Ciências Contábeis pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1980), especialização em Contabilidade pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (1982), doutorado em Ciências Contábeis pela Universidade de Deusto, Espanha (1998). Atualmente é professor titular da Universidade do Vale do Rio dos Sinos e professor da Faculdade São Francisco de Assis - UNIFIN Tem experiência na área contábil, com ênfase em Teoria da Contabilidade, atuando principalmente nos seguintes temas: responsabilidade social, balanço social, contabilidade ambiental, capital intelectual e evidenciação de informações contábeis.

e-mail: ernani@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/6014537302206830


Felipe Farias Borba

Delegado de Polícia - Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Sul. Mestre em Direito pela UniRitter (2013). Especialista em Direito Público pela Fundação Escola Superior do Ministério Público do Rio Grande do Sul - FMP (2009). Graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS (2006). Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Direito Público. Professor de Direito da Faculdade São Francisco de Assis (2014). Coordenador da disciplina de Direito Penal da Academia de Polícia Civil do Rio Grande do Sul (2014). Professor de Direito Penal, Processual Penal e Constitucional da ACADEPOL. Tem experiência, também, como professor de pós-graduação (UNITOLEDO) e de cursos preparatórios para concursos públicos (IDC).

e-mail: felipeborba@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/7063255520934641


Graziela Pfeifer Fonseca Schenkel

Possui graduação em Direito pela Universidade Luterana do Brasil (2004). Pós-Graduada em Ciências Penais pela Universidade Anhanguera-Uniderp (2013). Servidora Pública no Poder Judiciário desde 2008, onde exerceu atividades de subchefia de cartórios, bem como junto a Gabinetes auxiliando Magistrados. Atualmente é oficial escrevente auxiliar de juiz no Gabinete do 2º Juizado da 2ª Vara Cível do Foro Regional do Sarandi - Comarca de Porto Alegre e Professora da Disciplina de Direito Civil I na Universidade São Francisco de Assis - UNIFIN. Tem experiência na área de Direito, com ênfase em Processo Civil, Direito Penal e Direito da Criança e do Adolescente.

e-mail: grazielafonseca@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/0109049993178969


Jonny Werlang Berger  

Graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Mestre em Economia pela UFRGS. Assessor Jurídico no Ministério Público do Rio Grande do Sul, com atuação na Procuradoria Cível, atualmente na área de Direito Público. Professor da Faculdade São Francisco de Assis (Unifin) nos cursos de Direito, Ciências Contábeis e Administração de Empresas, nas disciplinas de Legislação Social, Direito do Trabalho I e II.

e-mail: jonny@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/3440665286304782


Juliano Gomes de Carvalho

Formado em Direito pela Universidade Luterana do Brasil - Guaíba, pesquisador bolsista PROICT ULBRA 2010-2011, Mestre em Ciências Criminais pela PUCRS 2013/2014 - bolsista CAPES. Professor de História do Direito em UNIFIN Porto Alegre. Professor de disciplinas relativas a Direitos Humanos, Filosofia do Direito, Criminologia, História do Direito, Ciência Política e Penal.

e-mail: juliano@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/9004741820332665


Logan Caldas Barcellos

É advogado e professor universitário da graduação em Direito. É mestre em direito público (2010) pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS/RS), especialista em direito previdenciário (2008) pela Faculdade Instituto de Desenvolvimento Cultural (FIDC/RS) e bacharel em ciências jurídicas e sociais (2007) pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS/RS). É pesquisador na área de Direito Público, publicando artigos científicos em revistas acadêmicas nessa área.

e-mail: logan@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/5256015873599164


Luciane Bertoletti

Delegada de Polícia Civil do Rio Grande do Sul. Gerente de Planejamento Integrado da Ascopa- Coesge. Graduada em 2002 pela Universidade do Vale do Rio dos Sinos. Especialista em Direito Processual com ênfase em Direito Administrativo pela UNAMA/AM (2008). Especialista em Direito do Estado pela UNIRITTER (2013). Professora de Direito Administrativo na Academia de Policia Civil do Estado do Rio Grande do Sul. Professora de Direito Administrativo em Cursos Preparatórios para Concursos Públicos.

e-mail: lucianebertoletti@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes:  http://lattes.cnpq.br/8937317777904297


Luiz Felipe Rosa Otharan

Graduado em Ciências Jurídicas e Sociais pela PUCRS (2002). Especialista em Processo e Constituição pela UFRGS (2006). Mestre em Direito pela PUCRS. Especialista em Direito do Estado na UFRGS. Procurador Federal desde 2004. Atualmente encontra-se em atuação na Procuradoria Regional Federal da 4.ª Região no Grupo de Matéria Previdenciária. Professor de Processo Civil na UNIFIN.e-mail: felipeotharan@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/1939679021586949


Luiz Henrique Machado Cordeiro

Mestre em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2012), possui Especialização em Direito Empresarial pela mesma Universidade (2006). Graduado em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande (1991). É professor da União das Faculdades Integradas de Negócios. Como advogado, tem experiência nem Direito Civil e Empresarial.

e-mail: henrique@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/5108885649891358


Maik Willams Pacheco

 
Possui graduação em Direito pelo União das Faculdades Integradas de Negócios(2016) e especialização em Direito Empresarial e Societário pelo Fundação Escola Superior do Ministério Público - RS(2015).
 

e-mail: 

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/4223874370909389

Márcia Bello de Oliveira Braga

Mestre em Direito pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Pós-graduada em Direito do Estado pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) e em Direito Tributário pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS). Advogada e Consultora Jurídica nas Delegações de Prefeituras Municipais Ltda., empresa especializada em consultoria de direito público e contabilidade pública para os Municípios do Rio Grande do Sul e outros Estados da Federação. Docente integrante do quadro de instrutores técnicos da DPM Educação Ltda., empresa especializada na capacitação e formação de servidores públicos municipal. Docente da União das Faculdades Integradas de Negócios - UNIFIN, atuando na Faculdade São Francisco de Assis. Tem experiência na área de Direito Público, com ênfase nas áreas de direito administrativo, ambiental e constitucional.

e-mail: marcia.bello@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes:  http://lattes.cnpq.br/6132457636414037


Neida Terezinha Leal Floriano

Advogada. Mestre em Direito pela UNISC/RS. Especialista em Ciências Penais pela PUC/RS e em Direito Penal Contemporâneo pela UNISINOS. Professora da Universidade da Região da Campanha - URCAMP, campus São Gabriel e da Faculdade São Francisco de Assis - UNIFIN. Vice-Coordenadora do Curso de Direito da Faculdade São Francisco de Assis- UNIFIN. Professora convidada da Faculdade de Direito de Santa Maria/RS - FADISMA. Membro eleita da Câmara de Colegiado e do Núcleo Docente Estruturante - NDE - do Curso de Direito da URCAMP, campus São Gabriel e da Faculdade São Francisco de Assis - UNIFIN. Membro eleita do Conselho Diretor da Fundação Átilla Taborda - FAT - Mantenedora da Universidade da Região da Campanha - URCAMP.

e-mail: neida@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/0924995102463710


Otávio Borsa Antonello

Professor e Coordenador do Curso de Direito da Faculdade São Francisco de Assis - UNIFIN. Mestre em Economia, com ênfase em Controladoria pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul - UFRGS, Porto Alegre/Brasil (2006). Especialista em Administração e Planejamento para Docentes pela Universidade Luterana do Brasil - ULBRA, Gravataí/Brasil (2001). Bacharel em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Luterana do Brasi - ULBRA, Gravataí/Brasil (2002). Bacharel em Administração de Empresas pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS, Porto Alegre/Brasil (1997).

e-mail: otavio@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/9727746598229630


Rafael Selecani Teixeira

e-mail: rafaelteixeira@saofranciscodeassis.edu.br


Rebel Zambrano Machado

Possui graduação em Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1979), mestrado em Administração pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1998) e mestrado em Metodologias do Serviço Social pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (1997), doutoranda do PPSS e integra o núcleo de pesquisa NETSI/PUCRS. É Especialista em Saúde vinculada a Secretaria de Estado da Saúde do Rio Grande do Sul, professora de pós-graduação convidada de diversas Universidades, entre elas IMED, FSG, Centro Educacional São Camilo - União Camiliana, Sistema Educacional Galileu; professora titular dos cursos de Administração, Contábeis, Psicologia e Direito, orientadora de estágio e de TCC, Coordenadora do Curso de Administração da Faculdade São Francisco de Assis. Pesquisadora, tem experiência na área de Administração, com ênfase em Política e Planejamento Governamentais, atuando principalmente nos seguintes temas: gestão pública, políticas públicas e ações em saúde, gestão de pessoas, cadeia produtiva, interdisciplinaridade e integração escola/comunidade.

e-mail: rebel@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/5476188943900107


Tatiana de Almeida Freitas Rodrigues Cardoso

Tatiana de A. F. R. Cardoso Squeff - Advogada internacionalista, com inscrição na OAB-RS. Professora de Direito Internacional na Graduação em Direito e em Relações Internacionais da UniRitter e na Graduação em Direito da UNIFIN. Foi professora Substituta da UFRGS nas disciplinas de Direito Internacional Público e Direito do Consumidor. Professora da Escola Superior da Magistratura Federal do RS. Professora de Pós-Graduação Lato Sensu nas disciplinas de Direito Internacional da FEEVALE, Verbo Jurídico, FADERGS, FACOS e UFRGS. Pesquisadora visitante da Universidade de Toronto Canadá (2011). Doutoranda em Direito Internacional pela UFRGS - PPGD (2014) e Mestre em Direito pela UNISINOS (2012), esta com bolsa CAPES. Especialista em Língua Inglesa pela Unilasalle (2008), em Direito Internacional pela UFRGS - PPGD (2009) e em Relações Internacionais Contemporâneas pela UFRGS - PPGEEI (2015). Com experiência internacional nas áreas de direito Norte-Americano (Fordham University), Direito Humanitário (Harvard University), instituições econômicas internacionais (New York University), Refugiados (York University) e Direito Internacional Público (Hague Academy), atua na academia nas áreas do Direito Internacional e Relações Internacionais.

e-mail: tatiana@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/9206961411279490

Vanessa Bernardi

Possui graduação em Farmácia Bioquímica pela Universidade de Passo Fundo (2007), mestrado em Agronomia pela Universidade de Passo Fundo (2012) e doutorado em Fitotecnia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2017). Tem experiência na área de Química, com ênfase em Química Analítica, atuando principalmente nos seguintes temas: tropaeolum pentaphyllum; condiment; tropaeolaceae, abastecimento: estratégias alimentares, sociologia da alimentação, economia agrícola e corda-de-viola; medicinal.

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/8875697306767090


Vânia Rosa da Silva

Maestria en Políticas y Administración de la Educación pela UNTREF - Universidade de Tres de Febrero de Buenos Aires - Argentina (em andamento) ; Especialista na Educação Inclusiva, Especialista na Educação de Surdos, Especialista na Educação Especial, Graduação em Pedagogia- Educação Infantil e Séries Iniciais e Disciplinas do Magistério pela Universidade Luterana do Brasil (2003). Atualmente é empresária administrativa pela empresa Vania Rosa da Silva Cia Ltda, prestando assessoria à empresas que têm surdos no seu quadro funcional e deficientes em geral; Intérprete e professora em LIBRAS com certificação em PROLIBRAS / MEC. Intérprete na Secretaria de Acessibilidade da Prefeitura Municipal de Porto Alegre - SMACIS, Professora de Libras UNIFIN-União das Faculdades de Negócios - São Francisco de Assis, Professora de Libras na Faculdades Integradas São Judas Tadeu.

e-mail: vania@saofranciscodeassis.edu.br

Currículo lattes: http://lattes.cnpq.br/0112028445554203

 

 

O Estágio Curricular é obrigatório e faz parte da Grade Curricular do Direito.

O que é Estágio?

Segundo a Lei 11.788/2008, o estágio faz parte do projeto pedagógico do curso, além de integrar o itinerário formativo do educando. O estágio visa ao aprendizado de competências próprias da atividade profissional e à contextualização curricular, objetivando o desenvolvimento do educando para a vida cidadã e para o trabalho. O estágio poderá ser obrigatório ou não-obrigatório, conforme determinação das diretrizes curriculares da etapa, modalidade e área de ensino e do projeto pedagógico do curso.

  • Estágio obrigatório é aquele definido como tal no projeto do curso, cuja carga horária é requisito para aprovação e obtenção de diploma.
  • Estágio não-obrigatório é aquele desenvolvido como atividade opcional, acrescida à carga horária regular e obrigatória.

As atividades de extensão, de monitorias e de iniciação científica na educação superior, desenvolvidas pelo estudante, somente poderão ser equiparadas ao estágio em caso de previsão no projeto pedagógico do curso. O estágio, tanto obrigatório quanto não-obrigatório, não cria vínculo empregatício de qualquer natureza, observados os seguintes requisitos: – matrícula e freqüência regular do educando em curso de educação superior, de educação profissional, de ensino médio, da educação especial e nos anos finais do ensino fundamental, na modalidade profissional da educação de jovens e adultos e atestados pela instituição de ensino; – celebração de termo de compromisso entre o educando, a parte concedente do estágio e a instituição de ensino; – compatibilidade entre as atividades desenvolvidas no estágio e aquelas previstas no termo de compromisso. O estágio, como ato educativo escolar supervisionado, deverá ter acompanhamento efetivo pelo professor orientador da instituição de ensino e por supervisor da parte concedente, comprovado por vistos nos relatórios referidos no inciso IV do caput do art. 7o da Lei 11.788/2008 e por menção de aprovação final. O descumprimento de qualquer dos incisos da Lei ou de qualquer obrigação contida no termo de compromisso caracteriza vínculo de emprego do educando com a parte concedente do estágio para todos os fins da legislação trabalhista e previdenciária. A realização de estágios, nos termos da Lei, aplica-se aos estudantes estrangeiros regularmente matriculados em cursos superiores no País, autorizados ou reconhecidos, observado o prazo do visto temporário de estudante, na forma da legislação aplicável. As atividades de aprendizagem social, profissional e cultural, proporcionadas ao estudante pela participação em situações reais da vida e trabalho de seu meio, sendo realizada na comunidade em geral ou junto a pessoas jurídicas de direito público ou privado, sob responsabilidade e coordenação da instituição de ensino.

Essas considerações fazem com que o estágio seja analisado como parte integrante da formação educacional e profissional do estudante, ambas garantidas pela Constituição Federal de 1988 e pela Lei nº 9.394/96 (LDB), contemplando, assim, a aplicação prática das teorias aprendidas em sala de aula. Outro ponto de destaque é a diversidade das oportunidades de estágio, ou seja, são oferecidas, por empresas e entidades afins, nas mais diversas áreas de formação, o que garante uma grande abrangência para a qualificação dos mais diversos profissionais requeridos pelo mercado de trabalho. Essa inserção do estudante em um ambiente real de trabalho busca adequá-lo às exigências do mercado, familiarizando-o com o contexto empresarial e suas atividades na sua futura profissão. Assim, o estágio funciona como formador de Recursos Humanos para as empresas e outras instituições, o que é fundamental para o seu desenvolvimento e crescimento contínuo. Mais do que formar Recursos Humanos, o estágio busca a formação de Talentos, que serão a base para o desenvolvimento dos futuros líderes do país. Todavia, para que tudo isto seja possível, o estágio deve ocorrer na área de formação do aluno, sendo adequado ao semestre que se está cursando, permitindo uma atuação prática na área de sua futura formação. Outro fator importante neste aspecto é que todas as partes envolvidas devem buscar a promoção de um estágio de qualidade, tendo cada um, desta maneira, responsabilidades específicas.

Quais os tipos de Estágio?

Há muita confusão sobre a nomenclatura utilizada na área de estágio. Fala-se, erroneamente, de estágio curricular e não-curricular ou de estágio formal e informal. Esses conceitos não condizem com a realidade, uma vez que, sendo o estágio uma forma de completar a educação do estudante, ele deve proporcionar aprendizagem ao aluno na sua área de formação, tendo que ser curricular e formal. Assim, o que existe é o estágio curricular obrigatório, que está previsto na grade de matérias do curso de formação do aluno, e o estágio curricular não obrigatório, que não conta créditos para a formação do aluno, mas que possui uma grande importância para a sua formação. Observação: Não existe Estágio Extra Curricular, pois todo estágio precisa estar condizente com a realidade do curso ao qual o estudante está vinculado.

 

Acesse o Manual de Colação de Grau

 


SEGUNDA FORMATURA - 2º semestre de 2017

Comissão de Formatura: e-mail formandos20172@saofranciscodeassis.edu.br

 


PRIMEIRA FORMATURA – 2º semestre de 2016

A Cerimônia foi realizada no dia 18/03/2017 às 19h na AMRIGS.

Formandos: Adriano Barcellos Pinheiro, André Luiza Gomes Medeiros, André Luiz Klein da Silva, Cintia Pinto da Silva Vial, Fernanda Alves de Ávila, José Américo Aguirre Oliveira, Leticia Rodrigues Orsi, Maik Williams Pacheco, Marco Aurelio da Silva Borges, Marianna Lopes Carvaçho, Mauricio Aristóteles Freiras, Michele Belo dos Santos, Rudite Luisa Neves Martins e Tiago Santos Barbosa

 

O Curso de Direito tem carga-horária de 3.776 horas/relógio realizado em 10 (dez) semestres.

As aulas são ministradas de segunda a sexta-feira das 19h03min às 22h40min, com oficinas de estudo (aulas de reforço, facultativas aos sábados).

Encargos Educacionais Graduação 2018

Valores para alunos novos, para informações sobre valores de veteranos acessar portal do aluno.
 
Tabela de valores líquidos, consultar valores brutos.

O número mínimo de créditos a cursar é 4 (1 disciplina) desde o 1º semestre do curso.

O boleto bancário deve ser emitido, ao final de cada mês, SOMENTE pelo portal do aluno.

 

Ensino de qualidade com preço diferenciado.

Acesse o Contrato de Prestação de Serviços Educacionais e os Editais do Programa de Incentivos

O Trabalho de Conclusão de Curso no que couber a legislação vigente consiste em pesquisa individual orientada, relatada sob a forma de um artigo científico, em qualquer área de conhecimento do Curso.

Os objetivos gerais do Trabalho de Conclusão de Curso são os de propiciar aos alunos do curso de graduação a ocasião de demonstrar o grau de habilitação adquirido, o aprofundamento temático, o estimulo à produção científica, à consulta de bibliografia especializada e o aprimoramento da capacidade de interpretação crítica.

Os artigos deverão ser inéditos, ou seja, não terem sido publicados em qualquer órgão editorial.

O Trabalho de Conclusão de Curso é desenvolvido sob a orientação de um professor do Curso.

O Trabalho de Conclusão de Curso é atividade de natureza acadêmica e pressupõe a alocação de parte do tempo de ensino dos professores à atividade de orientação, na forma prevista nas normas internas.

Considera-se aluno em fase de realização do Trabalho de Conclusão de Curso, aquele regularmente matriculado na disciplina respectiva, pertencente ao currículo do Curso de Graduação.

O artigo científico, expressão formal do Trabalho de Conclusão do Curso, deve ser elaborado considerando-se:

I -    na sua estrutura formal, os critérios técnicos estabelecidos nas normas da ABNT sobre documentação, no que forem eles aplicáveis;

II -   no seu conteúdo, a vinculação direta do seu tema com um dos ramos do conhecimento, preferencialmente aqueles identificados pelas disciplinas ofertadas no currículo.

Os artigos deverão ser elaborados de acordo com regulamento de elaboração de trabalhos de conclusão de cursos da Faculdade São Francisco de Assis.

A versão definitiva do Trabalho de Conclusão de Curso deve ser encaminhada à Coordenação de Trabalho de Conclusão de Curso em 2 (duas) vias, além dos demais requisitos exigidos neste Regimento.

Acesse o Manual de Normas e Apresentação de Trabalhos Escolares

Acesse os professores através do item: Corpo Docente

Titulação:
e-mail: professores@saofranciscodeassis.edu.br
Currículo lattes: